PERGUNTAS FREQUENTES

1. Quando posso fazer um estágio?

Resposta: o período em que o aluno está apto a realizar o estágio depende do curso no qual está matriculado. Segundo as Normas de Organização Didática do Ifal, Art. 89 § 3º .

  • INTEGRADO: a partir do 2º ano do curso.

  • SUBSEQUENTE: a partir do 1º semestre.

  • SUPERIOR: De acordo com o Projeto Pedagógico do Curso.


2. Onde posso estagiar?

Resposta: Você pode estagiar em uma empresa pública, privada, cooperativa, ONG ou mesmo com um profissional liberal como um agrônomo, arquiteto ou advogado que te aceite como estagiário. O principal pré-requisito é que haja um profissional formado na área, com experiência comprovada, que aceite supervisionar suas atividades. Este profissional será o seu supervisor de estágio. Veja aqui a lista de empresas que já possuem convênio para receber estagiários do IFAL.

3. Como fico sabendo das vagas de estágio?

Resposta:

  • No Observatório do Mundo do Trabalho e redes sociais do Ifal.

  • Na internet - Existem diversos sites e redes sociais onde os alunos podem se cadastrar, como Linkedin. Faça uma busca na internet e tente encontrar algo com seu perfil.

  • Com agentes de integração – São organizações que ofertam vagas de estágio. A Coordenação de Integração Escola-Empresa (CIEE) e o IEL são exemplos de serviço de busca de empregos e monitoramento de vagas em diferentes áreas. Quando o estágio é feito através destas agências, eles ficam responsáveis pela emissão de toda a documentação de regularização do estágio.

  • Com o Coordenador do Curso, Professores e ou Coordenador de extensão. As pessoas da área geralmente conhecem as empresas do ramo. Mantenha contato com seus professores, principalmente os das disciplinas que você tem interesse.

  • Diretamente com as empresas. Seja proativo, entre em contato com as empresas da sua região.


4. Consegui uma vaga de estágio, o que faço agora?

Resposta: Procure a Coordenação de Extensão/Estágio do seu campus. Antes de iniciar o estágio existem trâmites e documentos que precisam ser providenciados. Não inicie o estágio até tudo estar resolvido. Verifique aqui o fluxograma com todas as etapas da realização do estágio.


5. Quais documentos tenho que providenciar para realizar meu estágio obrigatório?

Resposta: Não é você que precisa "providenciar" esses documentos. A Coordenação de Extensão/Estágio do seu Campus vai te orientar, pedir seus dados e solicitar sua assinatura nos documentos. Os documentos obrigatórios para o início do estágio são: Termo de Compromisso de Estágio, Plano de Atividades de Estágio, Carta de Aceite. Encontre os modelos dos documentos aqui.

  • TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGIO: é um acordo celebrado entre o estagiário e a empresa, sob acompanhamento do Ifal ou agente de integração, determinando o período de realização do estágio (data de início e data de conclusão), carga horária, semanal, supervisor do estágio (na empresa), orientador do estágio (professor do Ifal), apólice de seguro contratado, direito e deveres das partes envolvidas.

  • PLANO DE ATIVIDADES DE ESTÁGIO: documento que apresenta quais serão as atividades desenvolvidas durante o estágio, correlatas ao curso. O plano de estágio deve ser elaborado pelo supervisor, em conjunto com o estagiários e, com o concorde do seu professor orientador.

  • CARTA DE ACEITE: documento em que o professor orientador assina se comprometendo a orientar o Estágio Curricular Supervisionado do aluno.


6. Posso realizar meu estágio na empresa onde trabalho?

Resposta: Sim. Porém, é necessário que você tenha vinculo empregatício comprovado. Neste caso, o aluno deve procurar a Coordenação de Extensão/Estágio no campus para receber as devidas instruções.


7. Já tenho experiência profissional comprovada na carteira de trabalho. Mesmo assim, eu necessito fazer o estágio obrigatório?

Resposta: O estudante que exercer atividade profissional correlata ao seu curso na condição de empregado, empresário ou autônomo, poderá solicitar o aproveitamento dessa experiência através de requerimento a validação de experiência profissional. Para isso, o interessado deve procurar a Coordenação de Extensão (ou equivalente no campus) para receber as devidas instruções.


8. A empresa não está cumprindo com as atividades de trabalho previstas no Plano de Estágio. O que devo fazer?

Resposta: Você deve comunicar seu Professor Orientador para deixá-lo informado sobre o fato e para que o mesmo tome as devidas providências. Caso o assunto não seja resolvido, comunique o setor responsável no Ifal através do e-mail cee.proex@ifal.edu.br


9. Já concluí meu estágio obrigatório, mas apareceu outra oportunidade de estágio que despertou meu interesse. Neste caso, posso fazer outro estágio?

Resposta: Se esse outro estágio for do tipo Obrigatório, Não. Uma vez concluído o estágio curricular obrigatório, tal requisito já foi cumprido e o aluno não pode realizar um segundo estágio. Entretanto, se esse segundo estágio for do tipo não obrigatório, o aluno pode realizar mais de um estágio, desde que esteja ainda matriculado no Ifal. Em alguns casos é possível adiar a conclusão do curso.


10. É preciso entregar relatórios no estágio não obrigatório?

Resposta: Sim. Em conformidade com a Lei do Estágio, o estagiário deve entregar relatório das atividades desenvolvidas no estágio com frequência não superior a seis meses e, na conclusão do estágio, independente do tipo de estágio.